apoio

Carta Aberta Associação Sul Brasileira de Produtores de Hidromel

Nota Postado em

Carta Aberta Associação Sul Brasileira de Produtores de Hidromel

                Face a eventos recentes envolvendo o universo dos hidroméis – nomeadamente sobre produções caseiras e produtores com o devido registro no MAPA – a ASH acha devido esclarecer a sua posição quando ao que defende e apoia.

                A ASH é uma associação de produtores caseiros que visa disseminar a cultura hidromeleira, seu crescimento e o crescimento técnico de seus associados em termos de produção de hidromel, promovendo para isso workshops, palestras, acompanhamento dos associados e outros eventos e ações do gênero. Não visamos, todavia, incentivar a prática de venda dos produtos produzidos por seus membros sabendo que produção caseira se consome em casa ou com os amigos!

                Incentivamos porém o sonho daqueles que um dia almejam fazer deste hobby uma profissão. Para isso sabemos que existe um caminho a seguir e leis que precisam ser respeitadas, logo a associação não incentiva a venda e/ou exposição em qualquer estabelecimento comercial ou qualquer evento com fim lucrativo particular ou público sem os devidos tramites legais e aprovações que são necessários para isso.

                A ASH não faz de qualquer maneira a imposição de regras ou controles sobre os associados, sendo um local de crescimento coletivo e amplo debate para que o crescimento da cultura hidromeleira seja um bem comum de todos os associados e não propriedade de poucas pessoas, respeita-se a coletividade, a livre expressão e o livre arbítrio dentro dos objetivos aqui expostos pela associação, sendo que membros que vierem a transgredir as leis vigentes não representam o norte desta associação.

                Ainda, a associação vê com tristeza conflitos e ataques sendo perpetrados por indivíduos tanto do lado dos caseiros como dos “profissionais”, acreditamos que isso prejudica o todo, um mercado ainda incipiente que tem, em nossa visão, muito para crescer e a se desenvolver. Os caseiros de hoje serão, certamente, os profissionais de amanhã e deve haver diálogo e coparticipação e não conflitos de interesse de cunho extremamente pessoal que nada agregam a esse mundo maravilhoso dos hidroméis.

Diretoria ASH.

Região Sul, 01 de Setembro de 2017

Anúncios